Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    FDC.

    Conteúdo patrocinado

    Conteúdo Patrocinado é o espaço para as marcas se comunicarem com o público.

    FDC.

    FDC disponibiliza guia gratuito para médias empresas aumentarem competitividade

    Documento elaborado por especialistas da Fundação Dom Cabral mapeia o cenário macroeconômico e setorial do estado de São Paulo, apontando os principais fatores para alavancar a competitividade nas médias empresas.

     

     

    As médias empresas brasileiras desempenham um papel fundamental na economia do País, com a geração de empregos e renda. No entanto, enfrentam uma série de desafios, como a falta de apoio governamental especializado, a carga tributária pesada e a concorrência com empresas grandes e pequenas. Quando é feito o recorte regional, é possível verificar as dores específicas das médias empresas, de acordo com a realidade de onde atuam.

    O Centro de Inteligência em Médias Empresas da Fundação Dom Cabral (FDC) acaba de publicar os Guias para a Competitividade das Médias Empresas do estado de São Paulo. São 4 e-books com o objetivo de projetar as tendências macroeconômicas e setoriais, visando ampliar o conhecimento, trazer informações e insights sobre os fatores que impactam a competitividade e performance de quatro setores priorizados no estado de São Paulo: alimentos, atacado e varejo de alimentos, construção civil e transporte e logística.

    Confira os principais desafios de cada um desses setores, destacados pelos especialistas envolvidos na pesquisa.

     

    Indústria de Alimentos

    A indústria de alimentos brasileira tem um papel crucial na segurança alimentar global e nacional, uma vez que o Brasil é o segundo maior exportador de alimentos do mundo. Entretanto, as projeções para as médias empresas do setor em São Paulo apontam que os custos operacionais crescerão no curto prazo, o que vai reduzir a margem bruta de lucro, demandar maiores cuidados em torno de eficiência operacional, nas estratégias de diferenciação, inovação e customização de ofertas e serviços aos clientes.

     

    Atacado e Varejo de Alimentos

    Este setor é o reflexo do bem-estar da população. É altamente sensível aos efeitos da economia sobre níveis de renda, endividamento e consumo das famílias. Ou seja, se o Brasil vai bem, este setor acompanha. Porém, duas tendências desafiam as médias empresas do setor de forma especial: o crescimento do formato “atacarejo” e a tendência de regionalização de grandes redes rumo às cidades médias e pequenas. Tais tendências tornam urgente a reflexão estratégica sobre como as médias empresas do varejo alimentício devem se posicionar frente aos concorrentes, que tendem a ser grandes players nacionais e globais.

     

    Construção Civil

    O PIB do Brasil não cresce sem passar pela construção. O setor impacta consideravelmente a geração de emprego e renda, como também é diretamente impactado por elas, além das condições de crédito, juros e inflação de custos de mão-de-obra e de materiais. As expectativas para os próximos três anos são animadoras devido a uma previsão de aquecimento da demanda. Entretanto, os custos de produção tendem a aumentar em proporção superior, razão para a redução das margens em 2023 até 2025. Para o melhor aproveitamento das oportunidades nos próximos anos, as médias empresas do setor devem investir em eficiência operacional, com novas tecnologias e processos que reduzam custos e tragam aumento de produtividade.

     

    Transporte e Armazenagem

    O Brasil é considerado um dos países com maior potencial logístico do mundo, o que traz oportunidades crescentes para o País e estado de São Paulo, na medida que a matriz de transporte se torne mais diversificada e que haja mais investimento em armazéns, considerando o déficit significativo de capacidade estática de armazenagem, pressionada principalmente pelo volume de carga do agronegócio. Esses fatores representam uma grande oportunidade para investimento e crescimento das médias empresas do setor, permitindo que prestem serviços cada vez mais completos e diferenciados para seus clientes.

     

    Superando os desafios e aproveitando as oportunidades

    Independentemente do setor, as médias empresas que buscam ser cada vez mais competitivas e desejam obter melhores resultados, precisam dar especial atenção aos seguintes aspectos da gestão:

    • Resiliência – construir resiliência sustentável por meio de gestão disciplinada de custos e margens, dado o cenário de incertezas e mudanças permanentes.
    • Inovação – é a chave para as médias empresas lidarem com as pressões de custos operacionais.
    • Maturidade Digital – a tecnologia proporciona assertividade nas decisões e ganhos de eficiência em gestão.
    • Valor da Marca e Clientes – construir valor de marca e manter boas relações com clientes são fundamentais para a sobrevivência no futuro.
    • Internacionalização – alternativa pouco empregada, mas de alto potencial para alavancar o crescimento das empresas desses setores.
    • Governança e Gestão de Pessoas – áreas críticas para o futuro das organizações.

    São 4 e-books, cada um direcionado a uma área – Indústria de Alimentos, Atacado e Varejo de Alimentos, Construção Civil e Transporte e Logística. Todos eles oferecem orientações, insights valiosos e ferramentas para apresentar cenários e apontar caminhos.

    Baixe o seu e-book gratuitamente acessando este link.

     

    A Fundação Dom Cabral transforma conhecimento em atuação prática, tão necessário para o crescimento dos negócios e performance da sua empresa.