Avião bimotor com três pessoas cai no mar próximo a Ubatuba (SP)

Equipes de resgate de São Paulo e Rio de Janeiro em conjunto com órgãos federais mobilizam as buscas no mar aberto

Beatriz PuenteMarina ToledoThayana AraújoPauline Almeidada CNN*

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Um avião bimotor caiu em mar aberto nas proximidades de Ubatuba, litoral de São Paulo, e de Paraty, no Rio de Janeiro, na noite desta quarta-feira (24). A queda aconteceu por volta das 21h.

Três pessoas estavam a bordo do bimotor: um jovem de 20 anos (copiloto), o piloto e um tripulante.

O bimotor saiu de Campinas (SP) por volta das 20h30 e pousaria no aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, às 21h30.

Até o começo da tarde desta quinta, além de um banco encontrado no mar que pode pertencer à aeronave, não foram encontrados mais destroços ou indícios das vítimas do acidente.

Em nota enviada à CNN, a Força Aérea Brasileira afirmou que “localizou destroços com probabilidade de serem da aeronave desaparecida” por volta de 6h45. “A localização foi repassada aos órgãos de busca marítima e os voos continuam”, complementou o informe.

Os familiares relatam que, desde 21h, eles não têm mais notícias dos passageiros. Os pais do copiloto estão em Paraty, no Rio de Janeiro, para acompanhar as buscas de barco.

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro informou que foi acionado às 23h46 da quarta-feira (24) sobre a queda de uma aeronave em mar aberto. O resgate está sendo mobilizado pelo Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico (Salvaero) em conjunto com a Marinha, Capitania dos Portos e Defesa Civil.

O Corpo de Bombeiros de São Paulo também mobilizou uma embarcação e 4 homens do Grupamento de Bombeiros Marítimo para auxiliar nas buscas.

“Pescadores relataram que visualizaram uma aeronave em baixa altitude durante a noite de ontem em direção a Serra Negra / acesso à Paraty, onde estão sendo concentrados todos os esforços”, diz uma publicação da corporação.

Em consulta ao Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informou que a aeronave estava em “situação técnica regular”, com autorização para realizar voos noturnos, mas não podia prestar serviço de táxi aéreo.

O proprietário da aeronave consta como o copiloto de 20 anos de idade, José Porfírio de Brito Junior.

*Com informações de Evelyne Lorenzeti e Giovanna Galvani, da CNN

Mais Recentes da CNN