Coronavírus não afeta vendas da cerveja Corona nos EUA, afirma fabricante


29 de fevereiro de 2020 às 16:14
Garrafas de cerveja Corona

A marca de cerveja Corona

Crédito: Reprodução/Corona/Facebook

A Constellation Brands, fabricante da cerveja Corona, disse nesta sexta-feira (28) que as vendas da bebida permaneceram fortes nos Estados Unidos no último mês, apesar dos temores causados pela rápida disseminação do novo coronavírus.

A companhia também informou que vê tendências positivas de vendas para a marca em 2020, apesar das preocupações sobre a nova doença.

"Não temos visto impacto em nosso pessoal, instalações ou operações e nossos negócios continuam apresentando um desempenho muito bom", disse o presidente-executivo da Constellation, Bill Newlands, em comunicado.

Newlands acrescentou que a empresa não tem muita participação em mercados internacionais como a China, que foi o país mais afetado pela epidemia. O vírus infectou mais de 80 mil pessoas e matou cerca de 2.800, a maioria delas em território chinês.

No entanto, o contágio do coronavírus não poderia ter vindo em uma hora pior para a Constellation, que está gastando US$ 40 milhões (aproximadamente R$ 178,9 milhões para lançar a hard seltzer da Corona— uma bebida alcóolica feita com água com gás e aromatizantes.

Parte do marketing do produto era um tweet patrocinado que usava a frase "atracando em breve" (coming ashore soon, no original).

Respostas à mensagem diziam que o anúncio era de mau gosto e que a marca deveria evitar chamar atenção por algumas semanas. 

Pesquisas online pelos termos "cerveja corona vírus" tiveram um salto no começo de fevereiro, mas diminuíram desde então. 

Ações da Constellation Brands diminuíram 4% nesta sexta e 8% na quinta (27), mas as bolsas globais acumularam baixas nesta semana conforme a transmissão do coronavírus aumenta temores de uma recessão generalizada.

(Com informações da Reuters e da CNN Newsource)