Mesmo com o coronavírus, Petrobras bate recorde de exportações em fevereiro


Do CNN Brasil Business, em São Paulo
04 de março de 2020 às 11:08 | Atualizado 15 de março de 2020 às 17:15

O coronavírus não foi capaz de afetar as exportações da Petrobras. Pelo menos, até agora. No mês de fevereiro, a estatal brasileira alcançou a marca de 690 mil barris exportados por dia – no quarto trimestre, a média foi de 647 mil barris por dia.

Se contar apenas as exportações de óleos combustíveis, que possui maior valor agregado, a empresa registrou vendas ao exterior de 238 mil barris, o que representa uma quantidade de 1 milhão de toneladas no último mês.

Esses resultados aparecem como um alento para a estatal brasileira diante do crescimento da epidemia global do coronavírus. Porém, em comunicado ao mercado, a estatal lembrou que ainda é cedo para calcular o tamanho do impacto do vírus na economia global e nas contas da própria empresa.

“É importante destacar que ainda não é possível estimar com segurança todos os impactos que a companhia poderá sofrer em relação às suas operações e resultados, tendo em vista os desdobramentos relativos ao surto de COVID-19 na economia global”, disse a Petrobras, em nota.

Para compensar a redução nas vendas na Ásia, especialmente na China que é o principal destinos das exportações de óleo cru, a empresa passou a buscar alternativas em mercados como o dos Estados Unidos, Europa e Caribe.

Fachada Petrobras Rio de Janeiro

Fachada da sede da Petrobras, no Rio de Janeiro (16.Out.2019)

Crédito: Sergio Moraes/ Reuters