Presidente do BB acredita que estresse global com coronavírus é 'pontual'

Em nota, Rubem Novaes afirmou estar confiante na reaceleração da economia brasileira e do crédito

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
09 de março de 2020 às 15:00

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, afirmou nesta segunda-feira que o estresse internacional causado pela disseminação do coronavírus é pontual e que "os mercados tendem a se acomodar após o susto".

Em nota, o executivo afirmou estar confiante na reaceleração da economia brasileira e do crédito.

"É natural que os ânimos do mercado se exaltem diante de incertezas, mas os fundamentos econômicos de longo prazo não mudaram, continuam sólidos", afirmou Novaes.

O petróleo tinha nesta segunda-feira a maior retração desde 1991, depois que a Arábia Saudita iniciou uma guerra de preços com a Rússia ao cortar suas cotações de venda e prometer aumentar sua oferta em um mercado que já sofre com a menor demanda devido ao vírus.

Em relatório, o Goldman Sachs reduziu as projeções para o preço do petróleo no segundo e terceiro trimestres para US$ 30 por barril, citando a guerra de preços entre Rússia e Arábia Saudita e a significativa redução na demanda por petróleo devido ao coronavírus.

Presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, acredita que estresse internacional provocado pelo coronavírus é pontual

Foto: Amanda Perobelli/Reuters