Volatilidade no mercado acionário faz preço do petróleo ter queda acentuada


11 de março de 2020 às 18:46
 

 

Sonda de petróleo na região de Midland, Texas, EUA.

Sonda de petróleo na região de Midland, Texas ( 22.AGO.2019); impactado pela queda no mercado financeiro mundial, preço da commodity tem queda acentuada 

Foto: Jessica Lutz/REUTERS

 
A escalada da guerra de preço do petróleo entre grandes produtores, somado ao colapso no mercado financeiro fez com que o valor da commodity caísse 4% nesta quarta-feira (11).

O petróleo Brent, por exemplo, fechou em queda de 1,43 dólar, ou 3,8%, a 35,79 dólares por barril, enquanto o petróleo dos Estados Unidos recuou 1,38 dólar, ou 4%, para 32,98 dólares o barril.

Os ativos de risco enfrentaram turbulências durante todo o dia, mas aceleraram perdas conforme o número de casos de coronavírus aumentou e diversos países restringiram viagens.

"O que causou a queda nos preços do petróleo nos últimos minutos antes do fechamento do mercado foram as novas mínimas atingidas pelo mercado de ações", disse Phil Flynn, analista do Price Futures Group em Chicago. "Neste momento, as notícias sobre o coronavírus parecem não estar inspirando esperanças de demanda."

Tanto a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) quanto a Administração de Informação sobre Energia (AIE) reduziram estimativas de demanda por causa do coronavírus, citando retração de consumo neste trimestre.

Enquanto isso, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos anunciaram planos para impulsionar a capacidade produtiva após o fim das restrições de oferta. O Ministério de Energia saudita orientou a Saudi Aramco a elevar sua capacidade de produção para 13 milhões de barris por dia (bpd), ante 12 milhões atuais, e a árabe ADNOC disse que irá ampliar sua oferta para mais de 4 milhões de bpd em abril.

(Com Reuters)