ETF brasileiro em Nova York cai mais de 14% no pré-mercado


Do CNN Brasil Business, em São Paulo*
16 de março de 2020 às 08:27 | Atualizado 16 de março de 2020 às 08:29

O EWZ, principal fundo de índice (ETF) de ações brasileiras na bolsa de Nova York (NYSE), despencava 14,26%, a US$ 24,95, por volta das 08h20 (horário de Brasília), durante o pré-mercado desta quinta-feira (12).

As principais Bolsas de valores da Ásia já haviam registrado quedas nesta segunda, dia seguinte ao anúncio de que o Federal Reserve (Fed), sistema de bancos centrais dos Estados Unidos, cortou 1 ponto percentual na taxa de juros do país, levando o índice a quase zero. 

Um dos recuos mais acentuados ocorreu na Bolsa de Hong Kong, com queda de 4,03% no índice Hang Seng. Também caíram os índices Nikkei (de Tóquio), em 2,46%; e Composite (Xangai), em 3,40%.

As bolsas europeias também operam em forte queda. Às 8:22, o índice FTSEEurofirst 300 caía 7,47%, a 1.081 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdia 7,92%, a 275 pontos, com França e Espanha liderando as perdas após se juntarem à Itália com a imposição de quarentena nacional.

Companhias aéreas e empresas turísticas, como TUI, EasyJet, IAG e Air France, estavam entre os maiores perdedores do STOXX 600, à medida que a pandemia interrompia as viagens globais.

O índice mais amplo de viagens e lazer caía mais de 12,6%, enquanto a medida de medo da Europa saltava para uma máxima recorde de 91,78.

Bolsa de valores de SP

Dia de pregão na bolsa de valores de São Paulo (09.Mai.2016)

Foto: Paulo Whitaker/Reuters
 
*(Com Reuters)