Após véspera estável, mercados asiáticos fecham em queda nesta quarta

maior recuo foi registrado no índice Hang Seng, de Hong Kong (-4,08%)

Da CNN Brasil, em São Paulo
18 de março de 2020 às 06:07
Funcionário usando roupa de proteção contra coronavírus dá orientações dentro da bolsa de valores de Xangai em 28/2/2020
Foto: Aly Song/Reuters

Após terça-feira com pequena volatilidade, as principais Bolsas de Valores do mercado asiático fecharam esta quarta-feira (18) em queda. O maior recuo foi registrado no índice Hang Seng, de Hong Kong (-4,08%). Também caíram as Bolsas de Xangai (-1,83%) e Tóquio (-1,68%).

Na véspera, as variações foram próximas a zero. Em Tóquio, o índice Nikkei registrou alta de 0,06%; enquanto em Hong Kong o Hang Seng subiu 0,87%. Já em Xangai, o Composite chegou a registrar queda de 3,74% próximo ao fechameto, mas reduziu as perdas no fim do pregão e encerrou o dia com recuo de 0,34%.

Bolsas de todo o mundo têm acumulado seguidas quedas por conta de desdobramentos da crise do novo coronavírus — como restrições a viagens entre diversos países que fecharam fronteiras. Outro fator de grande influência, sobretudo no início da última semana, foi a "guerra dos preços" do petróleo travada entre Arábia Saudita e Rússia. 

No domingo (15), de forma surpreendente, o Federal Reserve (Fed) corotou as taxas de juros dos Estados Unidos para um intervalo de 0 a 0,25%, em uma reunião extraordinária. A decisão foi tomada como ação emergencial para ajudar a estimular a economia dos EUA, em meio à pandemia global de coronavírus.