Mercedes e GM dão férias coletivas por causa do coronavírus


Raquel Landim
Por Raquel Landim, CNN  
18 de março de 2020 às 16:30 | Atualizado 18 de março de 2020 às 16:59
Trabalhadores em linha de montagem de fábrica de automóveis em São Bernardo

Trabalhadores em linha de montagem de fábrica de automóveis em São Bernardo do Campo (13.AGO.2013)

Foto: Nacho Doce/Reuters

A Mercedes-Benz e a General Motors estão paralisando suas fábricas e dando férias coletivas aos funcionários. O objetivo é prevenir a disseminação do novo coronavírus.

Na Mercedez, as atividades param a partir do dia 25 de março e a previsão de retomada é no dia 22 de abril, a depender da situação da epidemia.

Na GM, as férias coletivas começam no dia 30 de março e não foi informada data para retomada. 

Além da prevenção contra a doença, as empresas precisam ajustar a produção em relação à demanda, que está em queda e evitar falta de peças