Toyota paralisa fábricas no Brasil até 5 de abril

Volkswagen, Volvo, General Motors e Mercedes-Benz anunciaram férias coletivas para os seus funcionários

Reuters
20 de março de 2020 às 11:25
Montadora japonesa tem quatro plantas no país (05.mar.2019)
Foto: Pierre Albouy/Reuters

A Toyota vai parar a produção de suas quatro fábricas no Brasil entre 24 de março e 5 de abril, anunciou a montadora japonesa nesta sexta-feira (20), ampliando o grupo de fabricantes de veículos instalados no país que resolveu suspender atividades em meio à epidemia de coronavírus.

"A paralisação se deve no sentido de atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares, evitando ao máximo aglomerações e circulação de pessoas, associada ao quadro de incerteza do mercado brasileiro no curto prazo, além das dificuldades na cadeia logística e de suprimentos, que devem se agravar nas próximas semanas", afirmou a Toyota em comunicado à imprensa.

As fábricas que serão paralisadas a partir da próxima semana são as de São Bernardo do Campo (SP), que produz peças de reposição e motores; Sorocaba (SP), que monta os modelos Etios e Yaris; Indaiatuba (SP), que fabrica o sedã Corolla; e Porto Feliz (SP), que produz motores.

Na véspera, o sindicato de metalúrgicos de Curitiba anunciou que Volkswagen e Volvo darão férias coletivas de até 20 dias a partir do final deste mês. No dia anterior, General Motors e Mercedes-Benz anunciaram medida semelhante para seus funcionários no país a partir de 30 de março.