JBS consegue liminar para retomar operações em Santa Catarina

Em sua decisão, a juíza Maria de Lourdes Leiria decidiu que a paralisação da unidade provocava riscos de “desabastecimento de proteína animal à sociedade”

Raquel Landim
Por Raquel Landim, CNN  
21 de março de 2020 às 19:16
Carnes são armazenadas em frigorífico; Governo federal editou um decreto que inclui o setor de alimentos como "atividade essencial"
Foto: Divulgação/Ministério da Agricultura

O grupo JBS conseguiu uma liminar para retomar as operações das unidades da Seara em Forquilhinha e Nova Veneza em Santa Catarina (SC).

Em sua decisão, a juíza Maria de Lourdes Leiria decidiu que a paralisação da unidade provocava riscos de “desabastecimento de proteína animal à sociedade”.

Em decisão anterior, outro magistrado havia determinado que a empresa interrompesse as atividades a partir deste sábado (21), alegando risco de contaminação dos trabalhadores dos frigoríficos pelo novo coronavírus.

A empresa argumentou que está tomando todas as precauções de higiene necessárias para evitar o contágio.

Também neste sábado, o governo federal editou um decreto que, entre outras decisões, inclui o setor de alimentos como “atividade essencial”.  Ou seja, não pode haver interrupção das atividades apesar do combate à epidemia.