Confiança do Comércio recua em março, indica FGV


Thayana Araújo Da CNN, no Rio
25 de março de 2020 às 11:26
comércio

Consumo das famílias aumentou 1,8% e liderou o crescimento (03.Jan.2020)

Foto: Denny Cesare/Código19/Estadão Conteúdo

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da Fundação Getulio Vargas caiu 11,7 pontos em março, a maior queda em toda a série iniciada em abril de 2010. O ICOM passou de 99,8 para 88,1 pontos, o menor valor desde agosto de 2017 (85,6 pontos). Em médias móveis trimestrais, o índice recuou 2,9 pontos. 

"A queda da confiança do comércio em março é um primeiro sinal do impacto da pandemia de coronavírus no setor. A forte queda foi decorrente da revisão de expectativas por parte dos empresários, que se mostram preocupados com o rumo dos negócios nos próximos meses", avalia Rodolpho Tobler, Coordenador da Sondagem do Comércio da FGV IBRE.

Ainda segundo ele, por outro lado, a melhora do Índice de Situação Atual foi tímida e concentrada em alguns segmentos, como hiper e supermercados e artigos farmacêuticos.

"No curto prazo, a expectativa ainda é de redução do ritmo de vendas principalmente nesse período onde há necessidade de fechamento do comércio e isolamento dos consumidores", conclui.