Giraffas afasta do conselho empresário que postou vídeo sobre o coronavírus


Da CNN, em São Paulo
25 de março de 2020 às 17:24 | Atualizado 25 de março de 2020 às 17:48

Após postar vídeo na internet opinando sobre os métodos de contenção do avanço do coronavírus, o empresário Alexandre Guerra foi afastado do conselho de administração da rede de restaurantes Giraffas, segundo a analista de economia da CNN, Raquel Landim.

De acordo com a jornalista, a decisão foi tomada pelo pai de Alexandre, Carlos Guerra, CEO da rede, e demais conselheiros da empresa. A decisão foi tomada por conta dos comentários polêmicos expostos no vídeo, onde Alexandre criticou as medidas de isolamento social, chamando atenção para a paralisia economica do país.

Ainda de acordo com Landim, a decisão veio para tentar afastar a imagem da empresa das falas do vídeo, deixando claro que o Giraffas não concorda com a postura expressada. O vídeo gerou reação na internet e internautas começaram a organizar um movimento de boicote ao restaurante.

A analista diz também que o empresariado está dividido em relação as ações para conter o avanço da pandemia. Por um lado há o grupo que já admite recessão e entende que neste momento é ideal focar no achatamento da curva de contágio para trazer segurança para a população. Por outro lado há o grupo de empresários que defende a retomada gradual das atividades em 15 dias.