Restaurantes começam mobilização com receio de perda de 6 milhões de empregos


Iuri Pitta
Por Iuri Pitta, CNN  
25 de março de 2020 às 12:34
Para ajudar aqueles que não podem parar o trabalho, restaurante em Goiás oferece

Restaurante em Goiás oferece a refeições a preço simbólico (24.mar.2020)

Foto: CNN Brasil

Chefs de restaurantes do Brasil todo começam uma mobilização no almoço desta quarta-feira (25), via redes sociais, preocupados com o risco de 6 milhões de empregos serem perdidos em bares e restaurantes em todo o país.

A mobilização começou com 250 chefs e se espalhou para diversos grupos de donos de restaurantes. O movimento SOS Restaurantes reúne nomes importantes da gastronomia nacional, como o casal Janaína e Jefferson Rueda, Ana Luiza Trajano, Thomaz Troigos, Carmen Virginia,  Daniele Dahoiu, entre outros.

O movimento não é contra o isolamento social nem se opõe a medidas como quarentena neste momento, para evitar o avanço do novo coronavírus. Os chefs querem crédito para não fecharem seus negócios, suspensão de tributos e cobranças incidentes sobre os restaurantes e "pagamento humano aos trabalhadores".