'Crise do coronavírus inverte prioridades do orçamento', avalia economista


Da CNN, em São Paulo
26 de março de 2020 às 23:07

A economista Ana Carla Abrão Costa afirmou em entrevista à CNN, nesta quinta-feira (26), que é necessário inverter as prioridades da pauta econômica para resguardar vidas neste momento de crise provocada pelo avanço do coronavírus no Brasil.

"A gente vinha em um processo de consolidação fiscal, que era importante para a retomada da economia brasileira, mas fomos atropelados por uma crise sanitária que inverte as prioridades e coloca a vida dos brasileiros em risco", disse. "Então, é necessário criar os instrumentos que vão permitir que o governo transfira recursos para a saúde na medida da demanda, que não é pequena, e isso só se faz por meio de um orçamento — e o que tínhamos até então não presta para isso."

Ana Carla ainda disse que a mudança de orçamento é necessária para que essa transferência de recursos seja feita. "Ele não dá a flexibilidade, nem abertura fiscal para que esses aportes sejam feitos. A gente tem que inverter as prioridades e, para isso, precisa de outro orçamento, porque aquele não se aplica à emergência que a gente tem hoje em todos os três níveis da federação", defendeu.

A especialista também frisou que é importante cuidar da saúde da população, mas também colocar esforços na economia para evitar uma crise sem precedentes.

"Claro que existem reformas importantes que estavam colocadas, mas o que a gente precisa agora é, de fato, garantir o bem-estar, a saúde e o atendimento à população, em particular a de baixa renda, e o socorro à economia, que vai exigir um foco grande para evitar que o colapso saia da crise sanitária e se transforme em uma econômica sem precedentes que a gente nem consegue avaliar nesse momento", disse a especialista.