Cada mês de confinamento reduzirá crescimento econômico em 2 p.p., diz OCDE

Somente o setor do turismo enfrenta uma diminuição da produção entre 50% a 70% nesse período. Muitas economias cairão em recessão, afirma entidade ao G20

Reuters
27 de março de 2020 às 08:04 | Atualizado 27 de março de 2020 às 08:19
Bolsonaro participa de reunião do G20 realizada por videoconferência (26.mar.2020)
Foto: Marcos Correa/Presidência da República

Cada mês que as principais economias passam em confinamento diminuirão em 2 pontos percentuais o crescimento anual, afirmou nesta sexta-feira (27) a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

"Nossas estimativas mais recentes mostram que o bloqueio afetará diretamente setores que representam até um terço do PIB nas principais economias", disse Ángel Gurria, da OCDE, em comentários aos líderes do G20 na quinta-feira (26), mas que foram divulgados nesta sexta.

"Calculamos que, para cada mês de quarentena, haverá uma perda de 2 pontos percentuais no crescimento anual do PIB. Somente o setor do turismo enfrenta uma diminuição da produção entre 50% a 70% nesse período. Muitas economias cairão em recessão", acrescentou.