Fed cria programa de recompra de títulos voltado a outros bancos centrais

BCs de outros países poderão vender títulos do Tesouro dos EUA à instituição em troca de dólares, em mais uma medida para dar liquidez ao mercado financeiro

Estadão Conteúdo
31 de março de 2020 às 10:49 | Atualizado 31 de março de 2020 às 12:21

Federal Reserve: medidas têm o objetivo de aliviar as tensões dos mercados globais

Foto: Leah Mills/Reuters

O Federal Reserve (Fed, o banco central americano) anunciou nesta terça-feira (31) um novo programa de recompras de títulos, dessa vez voltado a outros bancos centrais, em mais uma medida para ampliar a liquidez no sistema financeiro em meio à pandemia do novo coronavírus.

Por meio do programa, que entra em vigor em 6 de abril e que tem duração prevista de seis meses, autoridades monetárias com contas abertas no Fed de Nova York poderão vender seus títulos do Tesouro americano para o BC dos Estados Unidos em troca de dólares.

De acordo com o comunicado do Fed, a nova medida, associada ao recente anúncio de linhas de swap cambial com diferentes bancos centrais, incluindo o brasileiro, tem o objetivo de aliviar as tensões dos mercados globais.

O banco central norte-americano vem tomando diversas iniciativas para injetar recursos no mercado diante da pandemia de COVID-19, incluindo baixar as taxas de juros dos EUA a praticamente zero.

O Fed criou ainda programas de empréstimos estudantis, empréstimos com cartão de crédito e empréstimos garantidos pelo governo norte-americano a pequenas empresas, bem como novos programas para comprar títulos de empregadores maiores e fazer empréstimos a eles.

Também disse que vai expandir as compras existentes de Treasuries e de títulos lastreados em hipotecas  o quanto for necessário "para apoiar o bom funcionamento do mercado e a transmissão efetiva da política monetária para condições financeiras e econômicas mais amplas".