Governo cria comitê de crise contra impactos da COVID-19 no setor agrícola

Ministra Tereza Cristina assina portaria que busca estratégias para evita desabastecimento no país

Teo Cury, da CNN, em Brasília
31 de março de 2020 às 04:36 | Atualizado 31 de março de 2020 às 04:51
A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, criou um comitê de crise com o objetivo de monitorar e propor estratégias para minimizar os impactos do novo coronavírus na produção agrícola e no abastecimento de alimentos para a população brasileira.

De acordo com a portaria, publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (31), as atividades do comitê vão subsidiar a ministra na tomada de decisões durante o período de emergência pública decorrente da pandemia. 

Caberá ao comitê apoiar as reuniões dia´rias do grupo de emergência da Presidência da República e apresentar um informe diário, às 17h, para a ministra e seus secretários.

Também terá de criar cenários futuros e propostas sobre impactos que poderão afetar os sistemas produtivos, mercados e demanda para propor alternativas e soluções.

O comitê será presidido e coordenado pelo secretário de Política Agrícola do ministério, Eduardo Sampaio Marques. Outras 13 pessoas, do gabinete da ministra, de secretarias da pasta, da Companhia Nacional de Abastecimento e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, também integram o comitê. 

A portaria informa que a participação no comitê será considerada prestação de serviço público e não será remunerada. Os relatórios produzidos serão sigilosos e encaminhados para o gabinete da ministra.