'Papel do governo na retomada da economia vai ser importante', diz economista

Joelson Sampaio, da FGV, diz ainda que o alcance das ações depende também do isolamento social neste primeiro período

Da CNN, em São Paulo
14 de abril de 2020 às 11:00
 

Em entrevista à CNN nesta terça-feira (14), o economista e professor da Fundação Getulio Vargas Joelson Sampaio fez uma avaliação sobre as previsões anuais divulgadas pelo FMI (Fundo Monetário Internacional). De acordo com o especialista, as ações do governo serão essenciais para a retomada econômica no segundo semestre.

"A atualização negativa já era esperada, principalmente para os países de economia desenvolvida e os emergentes, como o Brasil", diz. "Como a gente tem uma atividade retraída, isso acaba afetando a demanda da economia em toda a cadeia produtiva e gera um resultado negativo."

Em relação a uma retomada econômica já no segundo semestre, o professor enfatiza o papel do governo. "É esperado que você tenha uma retomada, mas essa magnitude vai depender bastante da capacidade de reação no Brasil", avaliou. "O papel do governo nessa retomada vai ser bastante importante, porque o mercado de capitais, por exemplo, no Brasil, ainda é bem retraído e pequeno comparado os países desenvolvidos, então vai demandar bastante esforço do governo brasileiro", avalia.

Além disso, Sampaio cita que o alcance dessa magnitude depende também do isolamento social neste primeiro período. "Por isso que esse momento de contenção é importante para quando a gente conseguir retomar mais cedo e também de forma mais expressiva", explica.