Pandemia gera prejuízos de US$ 400 milhões por dia na aviação nos EUA

As companhias ainda terão que se adequar a novos protocolos de segurança para evitar uma nova onda de infecções - o que deve aumentar os custos

Do CNN Brasil Business, em Nova York
11 de maio de 2020 às 18:11

Embora 90% do território americano tenha retomado os negócios, a reabertura vai demorar para reaquecer o setor do da aviação civil. Nesta primeira quinzena de maio, as companhia aéreas e empresas ligadas ao serviço de aeroportos e aeronaves reviram os prejuízos e concluíram que as perdas diárias foram de US$ 400 milhões.

Já se sabe que a Covid-19 vai exigir novos protocolos de segurança, como aconteceu depois dos atentados de 11 de setembro de 2001. Isso significa que, quanto houve a retomada dos voos em escala, as companhias terão outro desafio, que é de implementar medidas para evitar o vírus nos terminais - e ainda ter dinheiro para conseguir fechar as contas no fim dos meses.

Para entender mais, confira a análise de Marcelo Favalli, editor de internacional da CNN, para o Direto de Wall Street