Paralisação de frigoríficos por Covid-19 no RS acende alerta

A situação no estado preocupa o setor, que tem mais de 200 plantas funcionando no país, já que a produção de alimentos foi considerada uma atividade essencial

Raquel Landim
Por Raquel Landim, CNN  
11 de maio de 2020 às 20:29 | Atualizado 12 de maio de 2020 às 07:19

Três frigoríficos estão paralisados no Rio Grande do Sul por causa do aumento de casos de Covid-19. A situação desperta preocupação no setor e no governo federal.

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), são duas plantas afetadas no município de Lajeado, das empresas BRF e Minuano, e uma unidade em Passo Fundo, da JBS.

Em Passo Fundo, a decisão de fechar o frigorífico da JBS partiu da prefeitura, porque a cidade é uma das mais afetadas pelo novo coronavírus. O município já soma 18 mortes por novo coronavírus, acima da capital gaúcha Porto Alegre.

Já em Lajeado a iniciativa de pedir a interrupção das atividades nas plantas partiu do Ministério Público Estadual. As empresas recorreram, mas a Justiça manteve a liminar.

A situação no Rio Grande do Sul preocupa o setor, que tem mais de 200 plantas funcionando em todo o país, já que a produção de alimentos foi considerada uma atividade essencial.

No sábado, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, conversou por telefone com o governador gaúcho Eduardo Leite. Cristina também telefonou para o procurador-geral da República, Augusto Aras.

Para tentar contornar o problema e evitar que medidas judiciais prejudiquem o funcionamento do setor, os ministério da Agricultura e da Saúde também fizeram um protocolo de operações.

Desde o início da pandemia, os frigoríficos vem operando com maior espaçamento no refeitório, medindo a temperatura dos funcionários na entrada, entre outras medidas de prevenção. A ideia agora é padronizar a atuação das empresas e exigir o cumprimento do protocolo.

O temor do governo federal é que, se a situação sair de controle, ocorram problemas de abastecimento de carne no mercado brasileiro e também na exportação, que está garantindo a entrada de dólares no país.

Nos Estados Unidos, vários frigoríficos foram fechados pela Justiça por causa de casos de novo coronavírus. A situação também preocupa nos EUA e o presidente Donald Trump chegou a dizer que tomaria todas as medidas cabíveis para manter o setor operando.