108 mil trabalhadores do RJ já perderam o emprego devido à Covid-19

Segundo dados do Instituto Fecomércio do RJ, divulgados com exclusividade à CNN, 214 mil empresários do estado irão fechar as portas em razão da crise econômica

Da CNN, em São Paulo
13 de maio de 2020 às 14:27
Segundo pesquisa do Instituto Fecomércio do RJ, aproximadamente 214 mil empresários do estado devem fechar as portas permanentemente em razão da crise econômica gerada pela pandemia
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil


Pelo menos 441 mil trabalhadores do Rio de Janeiro foram afetados pela pandemia do novo coronavírus, e 108 mil já perderam o emprego em meio ao isolamento social para controlar a doença.  

Os dados, obtidos pelo Instituto da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio de Janeiro (IFec-RJ), foram divulgados com exclusividade para a CNN. A pesquisa entrevistou 903 empresários do estado carioca para estabelecer as estimativas. Entre os comerciantes que geram empregos, 33,1% disseram já ter demitido algum funcionário desde o decreto da quarentena, em 17 de março. 

Com isso, o IFec chegou a estimativa de 108 mil vagas retiradas do mercado, o que representa 4,1% do total de empregos formais em empresas do estado. Ao considerar entre os afetados aqueles que tiveram redução de jornada e salário ou suspensão temporária de contrato, o cálculo salta para 441 mil pessoas afetadas, 16,7% do total de empregados no setor de comércio e serviço do Rio de Janeiro. 

Leia também: 

Programa emergencial de suporte a emprego já financiou R$ 413,5 mi, estima BC

Ainda segundo o relatório, 69,5% dos entrevistados informaram ter fechado suas empresas temporariamente em respeito às medidas contra a pandemia.

Quando questionados se teriam condições financeiras de reabrir seus negócios, 72,6% dos empreendedores disseram que não, o que, segundo o estudo, representa que pelo menos 214 mil empresários devem encerrar suas atividades por conta da crise econômica consequente da Covid-19.