Trump ameaça cortar relações comerciais com a China por conta da Huawei

Objetivo do presidente dos EUA é impedir o uso de supercondutores americanos em produtos da empresa de tecnologia

Da CNN, em São Paulo
15 de maio de 2020 às 23:58

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu nesta sexta-feira (15) nova declaração polêmica envolvendo a China. Durante entrevista pela manhã, ele afirmou que irá cortar todas as relações com a China, não especificando como e quando irá realizar as ações. O pano da declaração envolve a empresa de tecnologia chinesa, Huawei, que se envolveu em escândalos de espionagem e está proibida de atuar em solo americano.

A administração Trump vem desde o início do mandato pressionando a empresa da maneira que pode, e a nova cartada envolve supercondutores produzidos nos Estados Unidos que são usados em hardwares da Huawei.

Há uma brecha na legislação dos EUA que proíbe a utilização de softwares e tecnologia americanas em supercondutores estrangeiros sem a autorização do departamento de Comércio do país. A ideia de Trump é fazer vigorar a sanção e não aprovar o uso das tecnologias em aparelhos Huawei.

Na saída da coletiva, Trump brincou que caso cumpra sua palavra, os Estados Unidos poderão economizar US$ 500 bilhões, número do déficit na balança comercial do país em relação a China - o maior do planeta entre nações.