WEG vai cortar salários e reduzir jornada de funcionários

Medida deve valer de junho a agosto de 2020 na unidades de Jaraguá do Sul e Itajaí, em SC

Reuters
18 de maio de 2020 às 14:19
Logomarca da WEG, empresa do setor industrial especialista em transformadores
Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Líder na fabricação de transformadores, a WEG comunicou uma decisão, nesta segunda-feira (18), de reduzir em 25% a jornada de trabalho e, consequentemente, os salários dos profissionais da Unidade Motores de Jaraguá do Sul e Itajaí, em Santa Catarina (SC). A medida deve valer apenas de junho a agosto de 2020.

Essa mesma decisão contempla também os profissionais administrativos das áreas corporativas de Jaraguá do Sul e foi tomada com base na Medida Provisória nº 936, de 1º de abril de 2020.

No Brasil a WEG disse que já está operando, desde o início de maio, com redução de jornada de 25% na unidade de Tintas e Vernizes, em Guaramirim (SC), bem como redução de jornada de 50% na unidade de Motores Comerciais e Appliance, em Linhares (ES).

"No total, estarão envolvidos nas reduções de jornada de trabalho anunciadas neste momento pela companhia aproximadamente 12 mil colaboradores", disse.

A WEG, como todos os demais setores da indústria, vem sentindo os impactos da pandemia em seus negócios, afirmou em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

"Com operações fabris em 12 países, fornecendo produtos de ciclo curto e longo para os mais diversos setores da economia, já prevê uma diminuição de receita em segmentos que atua, destacadamente para os produtos de ciclo curto de produção."

Leia também:

Weg acumula alta de 10% no ano e é uma das únicas do Ibovespa no positivo

WEG sente primeiros impactos do coronavírus no fim do 1º trimestre