Bolsonaro fala em 'iminência de reabrir comércio, mas com responsabilidade'

Presidente também destacou ter tido uma reunião “muito boa” com os governadores

Da Reuters
21 de maio de 2020 às 18:34
O presidente Jair Bolsonaro utiliza máscara de proteção (13.mai.2020)
Foto: Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (21) que o Brasil está na iminência de reabrir o comércio como forma de reativar a economia, apesar das medidas de distanciamento social decretadas por governadores para conter o avanço do coronavírus.

Em diálogo com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que conversou mais cedo com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e acrescentou acreditar que os Estados e municípios estão caminhando para uma reabertura.

Leia também:

Bolsonaro promete sancionar socorro a estados e pede ajuda para vetar reajuste

PT usa Moro em pedido de impeachment de Bolsonaro

"A gente está na iminência de abrir, com responsabilidade, é lógico, o comércio, para que a miséria não se faça valer no Brasil, porque uma pessoa desempregada não tem saúde", disse Bolsonaro.

O presidente também afirmou que teve uma reunião "muita boa" com os governadores pela manhã, quando recebeu o apoio da maioria dos 27 governadores ao veto à possibilidade de reajuste salarial a categorias de servidores públicos e anunciou que pretende sancionar o mais breve possível uma ajuda de 60 bilhões de reais a Estados e municípios.

Desde o início da pandemia Bolsonaro tem se colocado em lado oposto à maioria dos governadores sobre o distanciamento social, alegando que os impactos econômicos são piores do que os próprios efeitos da doença - que já chamou de gripezinha.

Apesar de Bolsonaro defender a reabertura das atividades econômicas, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou no mês passado que cabe a governadores e prefeitos decidir sobre as medidas de isolamento.