Guedes: Governo precisa de líderes do Congresso, mas 'tem noção que é diferente'


Da CNN, em São Paulo
22 de maio de 2020 às 19:21
Paulo Guedes

Ministro da Economia, Paulo Guedes, na reunião ministerial em 22 de abril, no Palácio do Planalto.

Foto: Marcos Corrêa/PR

Durante a reunião ministerial do último dia 22 de abril, o ministro da Economia, Paulo Guedes, comentou sobre a relação entre o governo federal e o chamado "establishment", expressão em inglês que se refere às lideranças políticas, sobretudo de partidos e do poder legislativo.

Guedes conclama o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e os demais ministros a terem "noção de que nós somos diferentes deles". O ministro propõe que o Planalto mantenha as relações "enquanto eles estiverem no trilho conosco" e "fazendo as reformas que nós prometemos". Caso esse panorama mude, "a gente deixa o cara ir sozinho e a gente continua sozinho".

Assista e leia também:

Reunião ministerial de Bolsonaro: assista ao vídeo na íntegra e leia transcrição

Não vou esperar f... minha família porque não posso trocar alguém, diz Bolsonaro

Bolsonaro comenta divulgação de vídeo: 'Farsa desmontada'

"Nós podemos conversar com todo mundo aqui, porque é o establishment, é porque nós precisamos dele pra aprovar coisa, mas nós sabemos que nós somos diferentes. Nós temos noção que nós somos diferentes deles. E quando eles cruzam a linha a gente solta a mão e sai andando sozinho", diz.

A reunião aconteceu no momento em que o presidente Jair Bolsonaro se aproxima de partidos políticos do chamado "centrão", parlamentares que formam maioria no Congresso Nacional. O governo negociou a nomeação de indicados destes partidos para algumas autarquias, como o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), em troca de apoio político no Legislativo.