S&P 500 supera 3 mil pontos puxado por otimismo com economia e vacina


Reuters
26 de maio de 2020 às 15:09
Bolsa de Valores de Nova York

Entrada da Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), em Wall Street.

Foto: Aditya Vyas/Unplash

Os principais índices de Wall Street subiam e o S&P 500 superou a marca de 3 mil pontos nesta terça-feira, com otimismo sobre uma potencial vacina contra o coronavírus e a retomada da atividade empresarial ajudando os investidores a ignorar as tensões sino-americanas.

O índice de referência era negociado acima do importante nível psicológico e também acima da média móvel de 200 dias, um indicador de tendência de longo prazo observado de perto, pela primeira vez desde 5 de março.

Todos os 11 setores do S&P operavam em alta no início do pregão, com os índices cíclicos de finanças, indústrias e energia saltando mais de 3%.

O S&P 500 já subiu cerca de 37% em relação a mínimas de março devido a uma série de estímulos de bancos centrais e de governos, e agora está apenas 11% abaixo de uma máxima recorde de fevereiro.

"As pessoas estiveram presas em casa, e, quando veem brilhos de esperança como vacinas, isso leva o otimismo provavelmente além de onde deveria estar, e claramente à frente da economia", disse Richard Steinberg, estrategista-chefe de mercado do Colony Group.

Às 12:01 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 2,66%, a 25.117 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 1,892774%, a 3.011 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 1,21%, a 9.437 pontos.

(Por Medha Singh e Uday Sampath Kumar)