Índices da China fecham em alta com investidores de olho em novos estímulos

Os ganhos foram contidos pelo impasse com os Estados Unidos sobre uma nova lei de segurança em Hong Kong

Reuters
28 de maio de 2020 às 07:51
 
Foto: Aly Song/Reuters

Os índices acionários da China terminaram com ganhos nesta quinta-feira (28) uma vez que os investidores esperam mais suporte da reunião parlamentar chinesa em andamento. Os ganhos foram contidos pelo impasse com os Estados Unidos sobre uma nova lei de segurança em Hong Kong.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0297%, enquanto o índice de Xangai teve lta de 0,33%.

O subíndice do setor financeiro do CSI300 subiu 1,3%, o de consumo caiu 0,1%, o imobiliário teve alta de 0,6% e o de saúde perdeu 1,5%.

Investidores aguardam que as autoridades deem sinais de suporte, especialmente para setores como imobiliário e infraestrutura, disse Linus Yip, estrategista-chefe do First Shanghai Securities.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,32%, a 21.916 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,72%, a 23.132 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,33%, a 2.846 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,29%, a 3.856 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,13%, a 2.028 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,64%, a 10.944 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,17%, a 2.515 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,32%, a 5.851 pontos.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook