Varejista americana Target fecha 175 lojas temporariamente devido a protestos

Algumas filiais da rede foram atingidas durante as manifestações que se espalham pelos Estados Unidos (EUA)

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
31 de maio de 2020 às 04:29
Fachada de uma das lojas da varejista Target
Foto: Shutterstock

Uma das maiores varejistas dos Estados Unidos (EUA), a Target decidiu fechar temporariamente 175 lojas a partir deste domingo (31). A medida tenta conter os estragos causados em filiais da rede por protestos que se espalham pelo país, após o assassinato de George Floyd em uma abordagem policial.

"Nosso foco está na segurança das nossas equipes e em ajudar nossa comunidade a se recuperar", afirmou a diretoria da empresa em comunicado.

Em Minnesota, estado que concentra a maior parte das manifestações até agora, 71 lojas foram fechadas. Os funcionários afetados pela medida serão pagos como se estivessem trabalhando pelos próximos 14 dias, além de receber o adicional oferecido pela companhia por conta da pandemia de Covid-19.

Leia também:

Trump recua após ameaçar 'força letal' contra em manifestantes de Mineápolis

EUA têm nova onda de protestos pelo assassinato de George Floyd

1 em cada 4 norte-americanos já pediu auxílio-desemprego durante a pandemia