Ibovespa cai 2,1%, com realização de lucros, após Fed manter juros nos EUA

B3 estará fechada na quinta-feira (11), já que não alterou seu calendário original, mesmo após antecipação do feriado de Corpus Christi, o que reforçou cautela

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
10 de junho de 2020 às 10:10 | Atualizado 10 de junho de 2020 às 17:58
Pregão na bolsa paulista, a B3 (24.mai.2016)
Foto: Paulo Whitaker/Reuters

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou em queda pelo segundo pregão seguido nesta quarta-feira (10), sucumbindo mais uma vez a movimentos de realização de lucros, enquanto agentes financeiros continuam avaliando o patamar de preços das ações frente a situação das economias afetadas pela pandemia da Covid-19.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa recuou 2,13%, a 94.685,98 pontos. O volume financeiro somou R$ 33,6 bilhões.

Desde que tocou a mínima do ano durante um pregão, de 61.690,53 pontos, em março, o Ibovespa acumulava até o fechamento da véspera valorização de 56,8%. Ainda assim, continua distante da máxima intradia histórica registrada em janeiro, de 119.593,10 pontos.

A B3 também estará fechada na quinta-feira (11), já que não alterou seu calendário original, mesmo após antecipação do feriado de Corpus Christi para abril em São Paulo, o que corrobora o sentimento de cautela.

A Bolsa chegou a reduzir perdas, mas voltou a cair com a mesma força anterior, após a decisão de manutenção dos juros perto de zero pelo banco central norte-americano. O Fed decidiu manter o intervalo da atual taxa de juros, entre 0% e 0,25%, como esperado, e indicou que não voltar a subi-los tão cedo. Projeções econômicas do Fed ainda apontaram taxa de juros perto de zero até pelo menos 2022.

"O comunicado do Fed trouxe o mercado para a realidade econômica dura, quando disse que milhões de pessoas podem precisar de mais ajuda financeira dos governos e que temem novas ondas de Covid-19", afirmou a analista de ações Cristiane Fensterseifer, da casa de análise Spiti.

Da cena brasileira, a prefeitura de São Paulo autorizou a reabertura de comércios de rua e imobiliárias na nova fase da retomada econômica em meio à pandemia de coronavírus, embora com funcionamento restrito. Havia expectativa de uma decisão sobre os shoppings nesta quarta-feira.

O governo do Estado de São Paulo, por sua vez, anunciou nesta quarta-feira que comércio de rua e os shoppings centers poderão reabrir em todas as cidades da região metropolitana da capital paulista a partir de segunda-feira.

Análise gráfica da equipe da Ágora Investimentos destacou que o Ibovespa retomará o rali de alta caso consiga vencer a resistência imediata na linha dos 97.400 pontos. O próximo objetivo projetado é aos 104.000 pontos, por onde passa a reta traçada a partir do topo máximo do ano.

Lá fora

O Dow Jones e o S&P 500 encerraram em queda em uma sessão volátil, depois que o Fed assegurou aos investidores o seu apoio à economia, mas projetou um declínio de 6,5% no Produto Interno Bruto (PIB) deste ano.

Em seu comunicado acerca da política monetária, o Fed também previu uma taxa de desemprego de 9,3% ao fim do ano, e as autoridades enxergaram a principal taxa de juros permanecendo próxima de zero até 2022.

Segundo dados preliminares, O Dow Jones recuou 1,04%, para 26.989,44 pontos, o S&P 500 perdeu 0,53%, para 3.190,06 pontos e o Nasdaq valorizou 0,67%, para 10.020,35 pontos.

Na China, as ações encerraram o dia em baixa, com o aprofundamento da deflação nos preços ao produtor destacando o impacto econômico da pandemia de Covid-19 sobre a demanda externa dos produtos país. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,18%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,42%.

Já na zona do euro, as ações oscilaram entre altas e baixas antes de fecharem em queda, com os investidores à espera das primeiras projeções econômicas do Fed desde que a pandemia de Covid-19 desencadeou uma recessão em fevereiro.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,29%, a 1.437 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,38%, a 368 pontos, caindo pela segunda sessão consecutiva, depois de chegar a subir 0,9% na abertura. As ações de viagens e lazer lideraram as perdas.

*Com Reuters