Com 300 shoppings reabertos, vendas têm girado entre 40% e 50% do normal

Ajuda do governo não chegou aos bancos ou veio com condições que inviabilizam o crédito para o comerciante, afirma presidente da associação de lojistas

Fernando Nakagawa
Por Fernando Nakagawa, CNN  
10 de junho de 2020 às 07:14 | Atualizado 10 de junho de 2020 às 07:40
Abertura de Mercado é um podcast diário com as principais notícias econômicas
Foto: CNN Brasil

300 dos 580 centros comerciais existentes no Brasil já voltaram a funcionar, ainda com movimento fraco. As vendas têm girado em torno de 40% a 50% do considerado normal para o período. Quinta-feira (11) marca a reabertura dos shoppings de São Paulo.

No episódio de hoje:

- O comércio de São Paulo vai começar a reabrir nesta quarta-feira (10), com as lojas de rua;
- Quinta-feira (11) será o dia dos shoppings, que só poderão abrir por quatro horas e com 20% da capacidade;
- Cerca de mil lojas entre as 12 mil instaladas nos 57 shoppings da capital não vão reabrir, porque quebraram;
- Em entrevista ao Live CNN, o presidente da Associação dos Lojistas de Shoppings, Nabil Sahyoun disse que a ajuda do governo não chegou aos bancos ou veio com condições que inviabilizam o crédito para o comerciante;
- 300 dos 580 shoppings existentes no Brasil já voltaram a funcionar, ainda com movimento fraco;
- As vendas têm girado em torno de 40% a 50% do considerado normal para o período;
- Como dito nos últimos episódios do Abertura, o mercado financeiro tenta se recuperar e olhar para frente;
- Com o coronavírus dando trégua nos EUA, investidores começam a pensar nas eleições presidenciais americanas. Elas ocorrem em menos de cinco meses, no dia 3 de novembro;
- Pesquisa Reuters Ipsos mostra que o democrata Joe Biden ampliou sua vantagem contra Trump para 10 pontos percentuais;
- Mais de 55% dos americanos disseram que desaprovam o tratamento dado por Trump aos protestos contra o racismo;
- Como uma possível eleição de Biden pode afetar as políticas econômicas atuais, analistas esperam mais volatilidade no mercado;
- Ainda nos EUA, o brutal assassinato de George Floyd tem potencial para gerar mudanças nos hábitos de consumo;
- Pesquisa com consumidores mostra que 60% vai boicotar ou comprar de marcas conforme seu posicionamento no caso;
- Pensando nisso, a Adidas anunciou que pelo menos 30% dos novos funcionários serão negros e latinos;
- Isso ocorreu depois de os próprios funcionários perceberem que a empresa lucrava com a cultura negra sem fazer o suficiente para ajudar;
- A Azul quer reduzir salários para manter postos de trabalho. Cada funcionário terá de abdicar de cerca de 16% do salário para ter estabilidade de 18 meses;
- A Associação Internacional das Empresas Aéreas estima que o setor deve acumular prejuízo de USS 84 bilhões, o pior ano da história da aviação;
- Em 2021, mais USS 15 devem ser perdidos;
- AGENDA: IBGE divulga às 9h a inflação do mês de maio. O mercado prevê deflação de 0,46%;
- Às 15h, o Fed anuncia decisão sobre os juros.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook