Comércio prevê queda de 20% do faturamento em junho na comparação com 2019


Da CNN, em São Paulo
13 de junho de 2020 às 00:05 | Atualizado 13 de junho de 2020 às 00:12

Mesmo com a reabertura econômica, o setor de comércio está longe de estar em situação confortável neste mês. Segundo levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o setor de comércio terá queda de 20% das vendas em junho na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Eles creditam essa queda a alta do desemprego e a perda do poder de consumo das famílias causados pela pandemia.

Assista e leia também:

Reabertura de lojas não atingiu expectativas, avaliam Alshop e FecomercioSP
'Parece que estamos abrindo a loja pela primeira vez', diz lojista de shopping
Setor de shoppings investiu mais de R$ 3 bilhões para reabrir, diz Abrasce

Especialmente no dia dos namorados, o setor que será mais afetado são os de calçados e roupas, que segundo estimativa da Fecomércio irá perder R$ 2,3 bilhões na comparação com o dia dos namorados do ano anterior.

“Certamente a queda acumulada de 44% mais aquilo que não se efetuou no dia das mães tende a ter impacto bastante profundo, não só no comércio, mas sim a cadeia produtiva como um todo,” diz Altamiro Carvalho, assessor econômico da Fecomercio.

(Edição: Paula Mariane)