Xico Graziano vê maior foco no meio ambiente no Plano Safra 2020/21

Engenheiro agrônomo, que avaliou de maneira positiva o pacote, destacou também a expansão de crédito para agricultores médios

Da CNN, em São Paulo
18 de junho de 2020 às 01:27

O Governo Federal e o Ministério da Agricultura anunciaram nesta quarta-feira (17) o lançamento do Plano Safra 2020/21, que garante um total de R$ 236 bilhões em créditos para pequenas, médias e grandes empresas do agronegócio e pecuária. Para comentar o plano, a CNN entrevistou Xico Graziano, engenheiro agrônomo, que avaliou de maneira positiva o pacote e destacou a ênfase na questão ambiental durante a apresentação.

“Você percebe que o governo está sim preocupado em melhorar sua imagem contra as críticas de países europeus, e mostrar a sustentabilidade do agro no Brasil. Porém ninguém desconhece o fato de que estas críticas têm por trás uma disputa comercial.”

Outro ponto que surpreendeu Graziano foi a expansão do crédito, especialmente para empresas de porte médio. “O montante de recursos é maior especialmente para agricultores médios, que terão 25% mais crédito. Nesse cenário inseguro, o plano foi positivo.”

Outro ponto destacado foi o aumento do seguro rural, que Graziano considerava insuficiente e que ganhou novo fôlego com o Plano Safra 2020/21. “O volume de recursos para seguro rural cresceu 30% e a ministra anunciou que 14 seguradoras estão operando com o governo para operar com o governo, que poderá bancar até metade do seguro.”

A ampliação do programa Inova Agro também foi avaliada positivamente.

“O programa Inova Agro teve acréscimo de 29% em recursos, que são focados em favorecer a inovação tecnológica, isso é dedo da ministra que é engenheira agrônoma. Através desta linha será possível investir em painéis solares e bio insumos nas fazendas.”

(Com edição de: Diego Freire)

Xico Graziano, engenheiro agrônomo em entrevista para a CNN (17.jun.2020)
Foto: CNN Brasil