Moody's reafirma nota de crédito 'AAA' dos EUA, com perspectiva estável

Em relatório, agência de risco diz esperar que economia do país se recupere com o tempo e que o perfil de crédito soberano continua a mostrar resistência

Do Estadão Conteúdo
19 de junho de 2020 às 19:31

Placa da Agência Moody's em Nova York, Estados Unidos. 06/02/2013

Foto: REUTERS/Brendan McDermid.

A Moody's reafirmou o rating AAA dos Estados Unidos, mantendo a perspectiva estável, nesta sexta-feira (19). A agência diz em relatório que a pandemia do novo coronavírus criou "desafios sem precedentes" para a economia americana e exacerbou o ritmo da deterioração da posição fiscal do governo, mas espera que a economia do país se recupere com o tempo e diz que o perfil de crédito soberano continua a mostrar resistência a choques.

A agência acredita que o governo federal dos EUA deve ter déficits equivalentes a cerca de 18% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020 e de 11% em 2021, por causa em grande medida das medidas de estímulo em resposta à pandemia. No mais longo prazo, o déficit deve recuar a cerca de 7% do PIB até 2030, projeta.

A Moody's afirma que a relação entre dívida e PIB dos EUA deve subir a pouco mais de 120% até 2030, de cerca de 79% em 2019, se não houver alguma mudança de rumo política nesse intervalo.

Clique aqui e siga a página do CNN Brasil Business no Facebook