SP: 15 mil empresas do setor de beleza declararam falência na pandemia


Da CNN
19 de junho de 2020 às 07:56
 

Segundo o levantamento feito pela Associação Brasileira de Salões de Beleza (ABSB), cerca de 15 mil empresas do setor da beleza declararam falência no estado de São Paulo. As insituições demitiram 45 mil trabalhadores, incluindo profissionais de estética e assistentes.

A expectativa do setor é de que os estabelecimentos sejam reabertos a partir do dia 1º de julho – quando se inicia a terceira fase de abertura gradual do comércio no Estado. 


Leia também:

São Paulo não poderá abrir salões, bares e restaurantes antes de 29 de junho

Último dia para pedir auxílio emergencial é 2 de julho, diz presidente da Caixa

Vale lembrar que a capital paulista se encontra na fase laranja, permitindo, com restrições, a reabertura de imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shopping centers.

O monitoramento feito pelo governo de São Paulo leva em conta sete dias para a regressão de fases e 14 dias para a evolução. Ou seja, as cidades devem ficar no mínimo duas semanas em cada uma das fases para progredir de fase.

(Edição: Sinara Peixoto)