70% das ONGs do Brasil sofreram queda nos recursos por conta do coronavírus


Da CNN, em São Paulo
22 de junho de 2020 às 23:49 | Atualizado 22 de junho de 2020 às 23:52

70% das organizações não governamentais (ONGs) no Brasil indicaram uma redução expressiva na entrada de recursos por conta da pandemia do novo coronavírus. Já 90% delas relataram interrupção em parte das atividades. Algumas foram obrigadas a encerrar os trabalhos.

Em estudo coordenado pelas consultorias Mobiliza e Reos Partner, a queda na arrecadação afetou 7 em cada 10 ONGs. Já 9 em cada 10 diminuíram as atividades ou tiveram de encerrar.

Em contrapartida, o engajamento das pessoas das próprias ONGs e a adesão de novos voluntários cresceu 40%.

Desde 2011, Silvia Caironi, coordenadora da ONG Aventura de Construir, orienta e capacita microempresários na periferia da zona oeste de São Paulo. De portas fechadas, desde o início da quarentena, até o espaço de trabalho precisou se adaptar. Os recursos, que já eram limitados antes da pandemia, com a crise ficaram ainda mais escassos.

Leia também:

Covid-19 tira 1,4 milhão do mercado de trabalho por motivo de doença

Desregulamentação e novo Bolsa Família estão na agenda pós-crise do governo

"Vários projetos de dimensões mais importantes que tínhamos ou foram cancelados ou suspensos", disse ela em entrevista à CNN.

(Edição: André Rigue)