CEOs pedem a Mourão rigor na fiscalização do desmatamento da Amazônia


Raquel Landim
Por Raquel Landim, CNN  
07 de julho de 2020 às 11:45
Hamilton Mourão

Vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

Foto: Adriano Machado - 03.jul.2019/Reuters

Presidentes de 37 grandes companhias e quatro associações empresariais enviaram uma carta ao vice-presidente Hamilton Mourão pedindo “fiscalização rigorosa” do desmatamento da Amazônia.

O documento, que foi revelado pelo jornal Valor e obtido pela CNN, também será entregue aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, David Alcolumbre.

Mourão preside o Conselho Nacional da Amazônia Legal. Na carta, os empresários não mencionam o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em cuja gestão os índices de desmatamento têm crescimento explosivo.

A manifestação da comunidade empresarial brasileira ocorre depois que representantes de fundos de investimentos estrangeiros bilionários revelaram sua preocupação em investir no Brasil por causa da política ambiental do governo Jair Bolsonaro.

“De um lado, entendemos que é possível dar escala às boas práticas a partir de políticas consistentes de fomento à agenda ambiental, social e de governança. De outro, é necessário adotar rigorosa fiscalização de irregularidades e crimes ambientais na Amazônia e demais biomas brasileiros”, diz a carta.

Entre os CEOs que assinam o documento, estão os comandantes dos três maiores bancos brasileiros, Itaú, Bradesco e Santander, de gigantes de celulose, soja, frigoríficos, além de empresas de outros setores como tecnologia.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook