Claro Brasil tem receita praticamente estável no 2º trimestre

A companhia teve receita líquida de R$ 9,6 bilhões de abril ao fim de junho ante R$ 9,59 bilhões no segundo trimestre de 2019

Reuters
14 de julho de 2020 às 19:33
Pessoas usando smartphones: a Claro teve receita líquida de R$ 9,6 bilhões de abril a junho de 2020
Foto: Divulgação / Pixabay

O grupo Claro, controlado pela mexicana América Móvil, divulgou nesta terça-feira receita praticamente estável no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, em meio aos impactos da pandemia de Covid-19, que fez a empresa flexibilizar políticas de cobrança.

A companhia teve receita líquida de R$ 9,6 bilhões de abril ao fim de junho ante R$ 9,59 bilhões no segundo trimestre de 2019.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) avançou 10,4% no período, para R$ 3,9 bilhões, e a margem subiu de 37,1% para 40,9%.

Leia também:
'Decidimos por caminho que põe Brasil no mapa do 5G no mundo', diz CEO da Claro
5G coloca Bolsonaro em saia justa política

"Neste trimestre, integralmente afetado pela pandemia do Covid-19, alguns fatores pontuais decorrentes do isolamento social impactaram os resultados do período, como um menor volume de vendas de aparelhos e a redução de custos administrativos, em função do fechamento de lojas e prédios", afirmou a Claro em comunicado ao mercado.

A empresa não informou dados de inadimplência de clientes ou o resultado final do período.

A companhia afirmou que adicionou 118 mil novos acessos de banda larga no segundo trimestre e que mantém "posição de líder de mercado". Em conexões acima de 34 Mbps, a empresa alcançou 6,7 milhões de acessos em abril, "mantendo nossa liderança com 43,01% de participação de mercado neste segmento, tendo capturando 30,0% do crescimento nos últimos 12 meses, equivalente a mais de 1,5 milhão de clientes".

Na telefonia móvel, a Claro teve um aumento de 6,5 milhões de linhas pós-pagas no segundo trimestre na comparação anual, das quais 3,4 milhões correspondem a linhas da operadora adquirida Nextel.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook