Shoppings registram queda de 67% nas vendas entre março e julho, diz Abrasce

Dois shoppings da capital paulista entrarão na Justiça para tentar alterar o horário de funcionamento permitido, para que estejam abertos no horário do almoço

Da CNN, em São Paulo
16 de julho de 2020 às 19:35

Os shopping centers brasileiros registraram queda de 67% das vendas entre março e julho deste ano, na comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

Até o dia 7, 374 centros comerciais já haviam voltado a funcionar, de acordo com a entidade. No entanto, comerciantes reclamam que o movimento continua fraco. Em São Paulo, lojistas ouvidos pela CNN disseram que chegam a ficar mais de um dia com o caixa zerado.

Na cidade de São Paulo, dois shoppings entrarão na Justiça para tentar alterar o horário de funcionamento, que atualmente vai das 16h até as 22h. A Prefeitura informou que se manifestará em juízo.

Leia também:

Fundos imobiliários: lajes corporativas e shoppings voltam a animar investidores

Efeito pandemia faz shopping investir em vendas online e áreas ao ar livre

Os shoppings, principalmente aqueles que ficam no centro da capital paulista, querem que seu horário de abertura se assemelhe aos das lojas de rua para tentar captar o fluxo de clientes destes estabelecimentos. O intuito é de abrir no horário do almoço também.

(Edição: Bernardo Barbosa)