Ações da Synairgen sobem 450% com remédio promissor para a Covid-19

As ações da Synairgen dispararam quase 2.800% no acumulado do ano, um sinal de como os investidores estão ansiosos por um tratamento contra a doença

Eoin McSweeney, do CNN Business
21 de julho de 2020 às 16:54
 
Foto: Divulgação

O entusiasmo dos investidores por um potencial tratamento para a Covid-19 está provocando um aumento expressivo nas ações de uma pequena empresa britânica de biotecnologia.

Os papéis da Synairgen subiram mais de 450% na bolsa de Londres na segunda-feira (20), depois que a empresa reportou resultados iniciais positivos de um estudo em Fase 2 de um potencial medicamento para a doença. Segundo a empresa, o teste, que envolveu 101 pacientes hospitalizados no Reino Unido, mostrou que o tratamento reduziu bastante o número daqueles que necessitam de cuidados intensivos e acelerou a convalescença.

As ações da Synairgen dispararam quase 2.800% no acumulado do ano, um sinal de como os investidores estão ansiosos por tratamentos ou uma vacina para combater a pandemia de coronavírus e ajudar a recuperar a economia.

O medicamento testado pela empresa contém a proteína interferon beta, administrada por inalação, que reduziu as chances de um paciente desenvolver doença grave em 79% – e aqueles que receberam o tratamento tiveram duas ou três vezes mais chances de se recuperar. O interferon beta é usado como tratamento da esclerose múltipla, e aprovado para uso por injeção em vários outros testes.

O CEO da Synairgen, Richard Marsden, descreveu os resultados como uma “grande inovação”. Marsden contou que a empresa de biotecnologia buscará aprovação para levar o tratamento ao mercado após mais testes.

“Nossos esforços agora estão focados em trabalhar com os reguladores e outros grupos decisivos para progredir com esse tratamento potencial da Covid-19 o mais rápido possível”, afirmou Marsden em comunicado na segunda-feira (20). 

Um porta-voz do órgão regulador de medicamentos do Reino Unido disse que os resultados foram apenas preliminares, mas já acelerou os processos de aprovação de possíveis tratamentos para o coronavírus. O Departamento de Saúde do Reino Unido disse que seriam necessários mais testes e revisão pelos seus pares.

“Seria bom ver os resultados completos, depois de apresentados e revisados por pares, para garantir que eles sejam robustos e que a conduta do teste seja rigorosa”, opinou Naveed Sattar, professor de medicina metabólica da Universidade de Glasgow. “Esse trabalho exigiria um estudo maior, mas, mesmo assim, os resultados são empolgantes”.

A Synairgen é obrigada pelas regras do mercado de ações a relatar os resultados preliminares do estudo. Nos últimos meses, os mercados têm estado numa corrida à espera de que os medicamentos experimentais possam ajudar os pacientes com coronavírus a se recuperar rapidamente. Os investidores vêm acumulando ações de empresas como Gilead Sciences (GILD), Moderna (MRNA) e Novavax (NVAX), apesar de analistas alertarem que muitos estudos ainda estão em estágios iniciais e os medicamentos precisarão de exames adicionais.

“É triste ver que as regras do mercado de ações atropelam a divulgação científica adequada, que preconiza pelo menos que o estudo esteja no mínimo em fase de pré-impressão de uma revista científica”, disse Stephen Evans, professor de farmacoepidemiologia da London School of Hygiene & Tropical Medicine. "Há razões para acreditar que esse poderia muito bem ser um tratamento eficaz, mas esses resultados, embora encorajadores, não devem ser entendidos como definitivos e que todos devem recebê-lo”, adverte.

A Synairgen é uma empresa de pesquisa e desenvolvimento de medicamentos fundada por três professores da Universidade de Southampton. Ele se concentra principalmente em tratamentos para a asma grave e a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). A empresa tem um valor de mercado de cerca de £ 55 milhões (R$ 366 milhões). 

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).