Roberto Frendt Jr. é nomeado secretário de Comércio Exterior

Frendt, até então secretário do Conselho Empresarial Brasil-China, substitui Marcos Troyjo, exonerado para assumir a presidência do Banco do Brics

Diego Freire, da CNN, em São Paulo
22 de julho de 2020 às 03:03 | Atualizado 22 de julho de 2020 às 03:05
Roberto Frendt Júnior
Foto: Arthur Krober/ Flickr/ Centro Brasileiro de Relações Internacionais

O economista Roberto Frendt Júnior foi nomeado, na edição desta quarta-feira (22) do Diário Oficial da União (DOU) como novo secretário especial do Comércio Exterior do Ministério da Economia.

Ele substitui Marcos Troyjo, exonerado do cargo em junho para assumir a presidência do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB, na sigla em inglês), entidade financeira multilateral, operado pelo bloco do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O mandato vale por cinco anos. 

Leia também:
Veja as diferenças entre as propostas de reformas tributárias no Congresso

Com a saída de Troyjo, o ministro da Economia Paulo Guedes já havia indicado que Frendt seria o escolhido para a função.

Frendt atuou até então como secretário-executivo do Conselho Empresarial Brasil-China. Segundo informações divulgadas anteriormente pelo Ministério da Economia, ele é graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e possui mestrado e doutorado pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

Criado na década de 1960, o Ministério do Desenvolvimento e Comércio Exterior se tornou uma secretaria subordinada ao Ministério da Economia desde a posse do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em 2019.