United Airlines informa prejuízo de US$ 1,6 bilhão no segundo trimestre

Ao longo do trimestre, a aérea perdeu em média US$ 40 milhões por dia. Empresa prevê perdas diárias de US$ 25 milhões no 3º trimestre

Gabriel Passeri, da CNN em São Paulo
21 de julho de 2020 às 22:31
United Airlines
United Airlines
Foto: Emiel Molenaar/Divulgação

A United Airlines informou prejuízo de US$ 1,6 bilhão no segundo trimestre de 2020, além de queda de 87,1% na receita operacional em comparação com o mesmo período do ano passado, em uma nova evidência do tamanho da crise enfrentada pelo setor aéreo durante a pandemia de Covid-19. 

A United declarou em comunicado que, ao longo do trimestre, perdeu em média US$ 40 milhões por dia, mas que prevê perdas diárias de US$ 25 milhões neste trimestre.

"Nossa expectativa é de que a United tenha tido menos perdas e menor queima de caixa no segundo trimestre do que qualquer um de nossos grandes concorrentes", afirmou o CEO Scott Kirby.

Leia também:

Avianca e Latam mostram o tamanho da crise no setor aéreo; veja outros casos

As ações da United avançaram cerca de 2% durante o dia, mas ficaram estáveis no after market.

No contexto da pandemia, o tráfego aéreo americano caiu mais de 70% em julho em relação a 2019, segundo dados de triagem de passageiros do governo dos EUA.

À medida que novos surtos nos EUA continuam retardando a retomada das atividades, a United já avisou que dezenas de milhares de seus trabalhadores poderão ser demitidos em outubro, quando a proibição de cortes involuntários de empregos expira. O poder Legislativo está considerando outro pacote de estímulo, mas continua indeciso sobre sua estruturação.

Para manter sua operação, a United hipotecou seu programa de fidelidade para passageiros para obter um empréstimo bancário. A empresa levantou, desde o início da crise da Covid-19, um total de US$ 16,1 bilhões por meio de ofertas de dívida, emissão de ações e empréstimos federais.

(Com informações da CNN Internacional)