Com Weintraub indicado, Banco Mundial tem até quinta para escolher novo diretor

Ex-ministro da educação, Abraham Weintraub é o candidato escolhido pelo governo brasileiro

Da CNN
29 de julho de 2020 às 12:39 | Atualizado 29 de julho de 2020 às 12:41

Termina na quinta-feira (30) o processo da eleição para o Banco Mundial escolher o novo diretor da instituição. Ex-ministro da educação, Abraham Weintraub foi o candidato escolhido pelo governo brasileiro e já está nos Estados Unidos aguardando para assumir a vaga.

A cadeira que o Brasil lidera na instituição é compartilhada com outros países: Colômbia, República Domincana, Equador, Haiti, Panamá, Filipínas, Suriname e Trindade e Tobago, que têm até amanhã para darem seus votos.

Leia e assista também:
Banco Mundial recebe indicação de Weintraub, mas diz que mandato dura três meses
O que Abraham Weintraub vai fazer no Banco Mundial?
Funcionários do Banco Mundial veem risco de reputação em indicação de Weintraub

O processo, no entanto, deve ser apenas burocrático, já que o Brasil detém mais de 50% dos votos dessa cadeira, o que, em tese, já garante a eleição do ex-ministro brasileiro. O resultado da eleição está marcado para sexta-feira (31).

O cargo prometido a Weintraub é o de diretor-executivo. Segundo a assessoria do Banco, diretores-executivos são os representantes dos 189 países membros no Conselho de Diretores do Banco Mundial e são indicados ou eleitos pelos acionistas.

(Edição: Paula Bezerra)

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook