Nova gasolina entra em vigor: entenda como isso vai afetar o seu carro


Do CNN Brasil Business, em São Paulo
03 de agosto de 2020 às 13:14 | Atualizado 03 de agosto de 2020 às 13:22
Funcionário de posto de gasolina abastece carro em São Paulo (22/08/2013)

Abastecer o carro com gasolina vai mudar com as nova especificações para os combustíveis

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Os brasileiros que abastecem seus carros com gasolina vão poder encontrar um novo combustível a partir desta segunda-feira (3).

Entram em vigor novas especificações para o combustível vendido nos postos de combustíveis, segundo resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP) aprovada no início do ano. Produtores tiveram mais de seis meses para se preparar para o momento de início de vigência.

Segundo a agência federal que regula o setor, a nova gasolina proporcionará um consumo menor pelos veículos, com maior eficiência energética, e será menos poluente.

"A iniciativa é resultado da realização, pela ANP, de estudos e pesquisas dos padrões de qualidade, considerando o acompanhamento das especificações e harmonizações internacionais, bem como de amplos debates com os agentes econômicos do mercado de combustíveis", disse a agência em comunicado. 

Leia também:
Melhor qualidade da gasolina 'compensará' o aumento de preço, diz especialista
Petrobras aumenta gasolina em 5% na refinaria; alta desde maio é de 80%
Em meio à pandemia, emissões de carbono devem cair 6% em 2020, diz OMM

Em tese, a gasolina produzida de acordo com as novas especificações será mais cara do que a fórmula até então vigente. 

Em entrevista à CNN Brasil há duas semanas, Edneia Caliman, especialista em regulação de petróleo e derivados da ANP, disse que haverá uma melhora da qualidade do combustível, que levará a um "consumo mínimo" pelos veículos. Para ela, haverá uma "compensação" pelo aumento do preço nos postos.

Mas, em tese, o reajuste não deve vir de maneira imediata. Isso porque haverá um prazo adicional de 60 dias para as distribuidoras e de 90 dias para os revendedores se adequarem, permitindo o escoamento de possíveis produtos comercializados com as especificações vigentes até o domingo (2).

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook