Promoção: Covid-19 faz governo reduzir preço cobrado para privatizar aeroportos

A pasta decidiu alterar as condições dos leilões por causa da crise do setor aéreo gerada pela pandemia

Fernando Nakagawa
Por Fernando Nakagawa, CNN  
11 de agosto de 2020 às 07:20 | Atualizado 11 de agosto de 2020 às 07:25
Capa do podcast Abertura de Mercado
Foto: CNN Brasil

O ministério da Infraestrutura vai reduzir o valor de entrada exigido para os interessados nos aeroportos, a chamada outorga, de quase R$ 500 milhões para R$ 190 milhões. Também será menor a exigência de investimento nos terminais.

No episódio de hoje:

- O governo reduziu o valor a ser pedido na próxima rodada de concessão dos aeroportos à iniciativa privada;
- O ministério da Infraestrutura decidiu alterar as condições dos leilões por causa da crise do setor aéreo gerada pela pandemia da Covid-19;
- Diante desse quadro, a pasta vai reduzir o valor exigido para os interessados nos aeroportos, a chamada outorga, de quase R$ 500 milhões para R$ 190 milhões; 
- Também será menor a exigência de investimento nos terminais; 
- A medida visa manter a atratividade dos aeroportos para os investidores privados diante da perspectiva de que os novos operadores devem faturar menos com a nova realidade do setor aéreo;
- O plano do governo é conceder 22 aeroportos ao setor privado divididos em três lotes;
- Reportagem do jornal Financial Times reflete sobre o papel do presidente Jair Bolsonaro e dos militares no futuro da democracia brasileira;
- Com o título “Bolsonaro e os generais: os militares vão defender a democracia do Brasil?” a reportagem lembra o episódio em que bolsonaro levantou a hipótese de intervenção militar em junho diante de decisões do Supremo Tribunal Federal;
- O tema veio à tona nos últimos dias com outra reportagem, da revista Piauí, com bastidores desse período;
- Mansueto Almeida, ex-secretário do Tesouro Nacional, foi contratado como novo economista-chefe do BTG; 
- Ex-homem forte da equipe econômica vai assumir o cargo em janeiro após cumprir quarentena pela saída do serviço público;
- Mansueto trabalhará junto com Eduardo Guardia, que é o atual CEO do BTG Asset Management;
- Um dos brasileiros mais bem-sucedidos de todos os tempos, Jorge Paulo Lemann, acredita que o domínio exercido pelas big techs - como Amazon, Apple, Google e Facebook -  vai se repetir em breve no Brasil;
- No encontro, o empresário disse que as empresas de tecnologia serão as maiores da bolsa brasileira no futuro;
- Ele explicou: “temos aí o exemplo do Mercado Livre, que se tornou a maior empresa em valor de mercado da América Latina. vão ter outras";
- Lemann não citou nomes de companhias, mas disse que a nova era da economia digital é imperativa para os negócios;
- A Riachuelo anunciou na noite de segunda-feira (10) o prejuízo líquido de R$ 296 milhões no segundo trimestre de 2020;
- O balanço da empresa mostra que as vendas nas lojas despencaram 70% na comparação anual.
- Também houve perdas na unidade de crédito pessoal, a Midway Financeira;
- As ações da petroquímica Braskem dispararam 9,32% ontem e terminaram o dia a R$ 25,75;
- Essa subida do preço foi gerada pela notícia de que o grupo Odebrecht anunciou que pretende retomar o processo de venda das ações da petroquímica;
- A construtora é controladora da braskem e tem 50,1% das ações com direito a voto;
- Detentores de direitos musicais têm iniciado uma batalha com a gigante Amazon;
- Reportagem do Financial Times mostra que essa reclamação acontece porque a maioria dos gamers que faz transmissões na Twitch, que é parte da Amazon, transmitem os jogos com músicas ao fundo e não pagam nada de direitos autorais;
- Ao todo, foram 2.500 reclamações por uso impróprio de música não licenciada em segundo plano de jogos;
- AGENDA: Banco Central divulga às 8h da manhã a ata da reunião do Comitê de Política Monetária que reduziu o juro básico para 2% na semana passada.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook