Após reclamações, Enel fará atendimento aos clientes com hora marcada

Em julho, a empresa recebeu cerca de 40 mil reclamações por conta do valor cobrado nas contas de luz

Da CNN
12 de agosto de 2020 às 11:06

Depois de registrar filas enormes por conta de reclamações pelo valor da conta de energia elétrica na pandemia, a Enel passará a atender os clientes somente com hora marcada. Em julho, a empresa recebeu cerca de 40 mil reclamações por conta do valor cobrado. 

Na manhã desta quarta-feira (12), a CNN registrou fila e aglomerações em frente a uma loja de atendimento da concessionária de energia, já que o próprio agendamento precisa ser feito de forma presencial.

À CNN, a assessoria de imprensa da Enel informou que o setor de tecnologia da empresa está trabalhando para disponibilizar a opção de agendamento pelo telefone e pelo site, mas não deu prazo para que a ferramenta fique disponível. 

Leia também:

Após multar Enel, Procon-SP notifica concessionárias de água, luz e gás
Enel é multada em R$ 10 milhões por abuso em cobranças durante a pandemia

Enel recebeu cerca de 40 mil reclamações em julho pela alta nas contas de luz na pandemia
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Enel já havia sido notificada pela Fundação Procon-SP junto com empresas que fornecem serviços de água, gás e energia elétrica no estado de São Paulo a respeito da qualidade da prestação dos serviços durante a pandemia de Covid-19. 

No começo de julho, o Procon-SP já havia multado a Enel em R$ 10,2 milhões pelo que avaliou ter sido uma má prestação do serviço. Entre março e maio, a empresa deixou de fazer a leitura presencial dos medidores, optando por cobranças pela média de consumo nos meses anteriores.

"Tal situação gerou faturamentos incorretos e transtornos aos consumidores, que tiveram que recorrer ao Procon-SP para terem suas contas corrigidas", diz a fundação.

(Edição: André Rigue)