Com 454 novas saídas, Eletrobras vai atingir meta de redução de funcionários

De acordo com o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr, o custo estimado para este ano com a saída desse grupo de empregados será de R$ 130 milhões

Estadão Conteúdo
13 de agosto de 2020 às 17:49 | Atualizado 13 de agosto de 2020 às 18:33

Logo da Eletrobras: empresa está na lista de privatização do governo

Foto: Reuters/Brendan McDermid

A Eletrobras vai atingir a meta de redução do seu quadro de empregados a partir de setembro deste ano, quando mais 454 pessoas deixarão a companhia, e o número final de colaboradores vai atingir 12.088, conforme meta anteriormente estabelecida.

Leia também:
Eletrobras lucra no 2º tri por revisão tarifária; ano a ano tem queda de 17%
Cotada para suceder Mattar, Martha Seillier defende privatização da Eletrobras

De acordo com o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr, o custo estimado para este ano com a saída desse grupo de empregados será de R$ 130 milhões, mas a partir do ano que vem a economia com a redução do quadro será de R$ 251,8 milhões, sendo R$ 62,9 milhões em 2020.

A empresa está na lista de privatização do governo e ainda depende da aprovação do Congresso Nacional para ter sua venda aprovada.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook