Best Buy diz que retorno ao trabalho presencial deve afetar vendas do 3º tri

O vice-presidente financeiro da companhia disse que as vendas do terceiro trimestre provavelmente terão nível de crescimento menor do que os 20% atuais

Joshua Roberts, da Reuters
25 de agosto de 2020 às 13:26

Loja da Best Buy nos Estados Unidos

Foto: Reuters/Joshua Roberts

A Best Buy alertou nesta terça-feira (25) que o crescimento das vendas pode desacelerar nas próximas semanas devido a desafios como o aumento do desemprego e possíveis problemas de fornecimento.

O vice-presidente financeiro da companhia, Matt Bilunas, disse que as vendas do terceiro trimestre provavelmente terão nível de crescimento menor do que os 20% atuais, que foi impulsionado por um aumento na demanda online por computadores e outros dispositivos eletrônicos necessários para trabalhar em casa.

Leia também:
Vendas no varejo dos EUA crescem, mas ainda ficam abaixo das expectativas
Desemprego nos EUA: pedidos de auxílio ao governo voltam a superar 1 milhão

As vendas comparáveis da Best Buy aumentaram 5,8% no segundo trimestre encerrado em 1º de agosto, superando a expectativa média dos analistas de um aumento de 3,7%, de acordo com dados da Refinitiv.

A receita geral aumentou quase 4%, para US$ 9,91 bilhões, à medida que as vendas online nos EUA mais do que triplicaram e superaram as expectativas do mercado de US$ 9,71 bilhões.

O lucro líquido da empresa subiu para US$ 432 milhões, ou US$ 1,65 por ação, de US$ 238 milhões, ou US$ 0,89 por ação, um ano antes.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook