OCDE: PIB sofre contração recorde de 9,8% no 2º tri com impacto da Covid-19

Entre as sete maiores economia do mundo, o Reino Unido sofreu a queda mais dramática no período, de 20,4%, aponta a entidade

Do Estadão Conteúdo
26 de agosto de 2020 às 08:33
O PIB brasileiro cresceu 1,1% em 2019, desempenho mais fraco em três anos
Foto: Arquivo/Agência Brasil

O Produto Interno Bruto (PIB) dos países que integram a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) sofreu uma contração recorde de 9,8% no segundo trimestre ante os três meses iniciais de 2020, diante das medidas de isolamento motivadas pela crise do coronavírus, segundo dados preliminares citados em relatório publicado nesta quarta-feira (26) pela OCDE.

Entre as sete maiores economia do mundo, o Reino Unido sofreu a queda mais dramática no período, de 20,4%, aponta a OCDE.

Leia também:
Mais de 135 mil lojas quebraram durante pandemia, diz CNC
Com tombo de até 10% no PIB do 2º tri, governo espera recessão técnica

Em outras partes da Europa, os tombos da economia entre abril e junho foram de 13,8% na França, de 12,4% na Itália e de 9,7% na Alemanha, ressalta o documento. Na zona do euro e na União Europeia (UE), as perdas foram de 12,1% e 11,7%, respectivamente.

Nos EUA, onde muitos Estados adotaram medidas de confinamento no fim de março, o PIB apresentou retração de 9,5% no segundo trimestre, enquanto no Japão, que implementou ações menos severas, o recuo foi de 7,8%, destaca a OCDE.

Em relação a igual período do ano passado, o PIB da OCDE teve queda de 10,9% no segundo trimestre, após encolher 0,9% no trimestre anterior.

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook