Ibovespa fecha estável com anúncio do Fed e incerteza fiscal; dólar cai

Banco central americano fixou inflação em 2% e direcionou foco para o desemprego

Do CNN Brasil Business, em São Paulo
27 de agosto de 2020 às 09:37 | Atualizado 27 de agosto de 2020 às 18:01
O chair do Federal Reserve, Jerome Powell, deve se pronunciar ainda pela manhã (30.jun.2020)
Foto: Tasos Katopodis/Reuters

O Ibovespa operou com oscilações entre perdas e ganhos nesta quinta-feira (27) com a repercussão sobre o anúncio do Fed influenciando viés positivo e, por outro lado, a preocupação com os rumos da economia brasileira ainda gerando desconfiança.  

Com isso, o índice fechou o dia sem variações, aos 100.623 pontos. 

Após garantir uma alta de quase 1%, aos 101.496 pontos, o índice passou a andar de lado diante da incerteza da questão fiscal do país. Além disso, o desempenho do minério de ferro no cenário internacional puxou as ações da Vale (VALE3) para queda de 1,55%. 

No radar desta quinta, o mercado global reagiu com otimismo à fala do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, ao fim da tradicional reunião anual. No discurso, o chair confirmou que a meta de inflação ficará fixada em 2% para o longo prazo, como esperavam analistas do Goldman Sachs. 

O dólar fechou em queda nesta quinta-feira, numa correção depois do salto da véspera, com o real entre as divisas de melhor desempenho no dia depois de no pregão anterior encabeçar as perdas globais.

Sem fugir do padrão, os negócios mostraram instabilidade. O dólar abriu em leve queda, foi a mínimas depois do discurso do chair do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, tomou fôlego na sequência e cravou a máxima do dia, antes de renovar mínimas e se afastar delas posteriormente perto do fechamento.

O mercado à vista encerrou com a moeda em baixa de 0,60%, a R$ 5,5789 na venda. Na quarta-feira, a cotação havia subido 1,54%, a 5,6124 reais, máxima em mais de três meses e mais do que anulando o recuo de 1,19% da terça.

O dólar oscilou entre queda de 1,21%, a R$ 5,5445, e alta de 0,19%, para 5,6233 reais.

Tradicionalmente realizada em Jackson Hole, Wyoming, a conferência do Fed deste ano foi conduzida virtualmente e transmitida, pela primeira vez, ao público. Durante seu pronunciamento, Powell apresentou a nova estratégia agressiva do Fed para levar os EUA de volta ao pleno emprego e elevar a inflação a níveis mais saudáveis.

Destaques

Bradesco (BBDC4) valorizou-se 1,5% e Itaú (ITUB4) avançou 1,64%, com ações de bancos recuperando-se de fortes perdas na véspera.

- Vale (VALE3) caiu 1,55%, na esteira da queda do minério de ferro na China, enquanto o setor de mineração teve desempenho misto, com a CSN (CSNA3) indo na mão contrária, com alta de 2,33%.

Magazine Luiza (MGLU3) fechou em alta de 2,03%, a R$ 91,98, renovando recorde de fechamento. Na máxima, chegou a R$ 92,12. Na véspera, a varejista anunciou recompra de até 10 milhões de ações com prazo de 18 meses.

A Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4) avançaram 4,27% e 3,61%. Nesta semana, relatório do BTG Pactual citou reunião com executivos da Azul, em que a aérea disse que as negociações com o BNDES estão em estágio final, mas que não há decisão ainda.

A Yduqs (YDUQ3) recuou 7,48%, após reportar prejuízo no segundo trimestre, refletindo maiores provisões para perdas esperadas com calotes e a concessão de maiores descontos a alunos, em meio aos efeitos da Covid-19.

A BR Distribuidora (BRDT3) caiu 3,27%, após o conselho de administração da Petrobras aprovar na quarta-feira proposta para venda da participação remanescente de 37,5% detida pela estatal da distribuidora de combustíveis.

Lá fora

Em Wall Street, as ações fecharam o dia em alta depois do discurso de Powell. O Dow Jones subiu 0,57%, enquanto o S&P 500 teve alta de 0,16% e o Nasdaq Composite perdeu 0,38%. 

Os mercados de ações europeus fecharam em queda nesta quinta-feira com o setor de recursos básicos liderando as perdas, enquanto uma estratégia de crescimento agressiva do Federal Reserve foi recebida com pouco alarde localmente.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,65%, a 1.437 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,64%, a 371 pontos.

Sustentados por dados positivos industriais de julho e pela retomada do rali das empresas de tecnologia, os índices acionários da China fecharam em alta. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,54%, enquanto o índice de Xangai .SSEC teve alta de 0,61%, nesta quinta-feira (27).

(Com Reuters)

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook